::: Os melhores filmes evangélicos estão aqui. Fique conosco!!! :::





A guerra do ativismo gay contra os evangélicos


No final do ano passado Jean Wyllys, para rebater a tentativa de parlamentares evangélicos de tentar derrubar a lei do Imposto de renda para inclusão de parceiros homossexuais como dependentes para fins de dedução fiscal, prometeu também lutar para que o governo passe a exigir das igrejas, que têm imunidade fiscal, que prestem contas à sociedade. “Posso recorrer também à legalidade para exigir do ministro da Fazenda que ele explique por que as igrejas não prestam contas à sociedade. Se os partidos políticos prestam, por que igrejas não?”.

Mas a guerra de Wyllys não fica só nisso. Ele quer ainda punição para pastores que usam radio e TV para pregar contra homossexualismo.  “...eu não acho que os pastores que estão ali explorando uma concessão pública de rádio e TV tenham que aproveitar esses espaços para demonizar e desumanizar uma comunidade inteira”, argumentou Wyllys.

Em entrevista à Folha e ao UOL, Wyllys afirma que quando os pastores dizem ser a homossexualidade uma doença, alem de difamar os homossexuais tais pastores lhes causa um grande sofrimento psíquico: “Homossexualidade não é uma doença. E afirmação de que homossexualidade é uma doença gera sofrimento psíquico para a pessoa homossexual e para a família dessa pessoa.” Wyllys condena veementemente os programas oferecidos por igrejas para “curar gays”.  

Agora recentemente, o deputado Marco Feliciano (PSC-SP) divulgou um novo video de um ativista gay que promete pegar em armas se for preciso para defender sua ideologia. Feliciano já havia publicado um texto em seu blog intitulado “Ativismo gay só serve para promover violência. Acorda Brasil!”. Na ocasião o parlamentar havia prometido divulgar o vídeo mostrando um ativista gay em um seminário promovido pelo deputado federal, Jean Wyllys (PSOL-RJ), fazendo ameaças aos evangélicos. 

No vídeo um ativista do Movimento LGBT, Marcio Retamero que intitula-se pastor, chama de “desgraçados” e de “fundamentalistas religiosos” os políticos que defendem a família e a fé cristã.

Feliciano tem alertado sobre os planos do Movimento LGBT e em outro texto publicado no seu blog afirma que o Ministério da Educação (MEC) e o Conselho Federal de Psicologia (CFP) podem estar planejando lançar um novo “kit gay”. Feliciano também acusa o CFP de estar fazendo apologia ao homossexualismo e promovendo ações para implantar um novo material sobre sexualidade nas escolas.

Segundo a internauta Daniela Alfani que acompanha o Portal Espaço Gospel no facebook, os vídeos são muito fortes e ofendem a fé de todos os Cristãos, independente de instituição a que pertence.

Para o pastor Silas Malafaia “o grupo social mais intolerante da pós-modernidade são os homossexuais, que querem calar e criminalizar a opinião. É só ler o famigerado PLC 122 que ele defende, para confirmar todas as minhas palavras”.

Redação Espaço gospel

COMPARTILHAR:

+1

0 Response to "A guerra do ativismo gay contra os evangélicos"

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial