::: Os melhores filmes evangélicos estão aqui. Fique conosco!!! :::





Nepotismo e coronelismo religioso é criticado por teólogos evangélicos

Não é de hoje que práticas reprovadas pela sociedade tem tomado lugar nas igrejas evangélicas.

O pesquisador, jornalista e escritor Johnny Bernardo, colaborador da revista Apologética Cristã, do jornal norteamericano The Christian Post e do NAPEC (Núcleo Apologético de Pesquisas e Ensino Cristão), palestrante e fundador do INPR Brasil (Instituto de Pesquisas Religiosas), escreveu um texto sobre Nepotismo religioso e coronelismo evangélico, citando casos na direção de igrejas evangélicas.

Em seu texto, Bernardo cita uma denúncia de um membro de uma igreja Assembleia de Deus em Natal, que teria denunciado uma sequência de indicações de familiares para os cargos diretivos da igreja.

Se na política a presença do nepotismo é vista como uma prática antiética, seria de alguma forma diferente em organizações religiosas? Como explicar, por exemplo, que as duas principais vertentes da Assembleia de Deus no Brasil possuem hoje, respectivamente, pais e filhos na presidência? As motivações – nas igrejas evangélicas – seriam as mesmas do meio político? Há evidências de que sim, por motivos diversos, como perpetuação no poder, por exemplo. Logo, a presidência por tempo vitalício seria um dos pontos de apoio ao coronelismo evangélico, perpetuado pelo nepotismo – escreveu Bernardo.

Já o Pastor Waldex Silva, Presidente da ABT - Associação Brasileira de Teólogos, Escritor, e conferencista, em seu Blog faz severas criticas a essa conduta citando que tais lideres comprometem a Palavra de Deus:

A ambição por riquezas e a sede por poder são duas das características principais do coronelismo que, infelizmente, tem feito parte da vida da maioria desses lideres. Esse estado de espírito unido aos efeitos da globalização tem os levado a se distanciarem da Verdade (I Jo. 2. 15-17) ficando todos sujeitos a pratica de pecados como cobiça, a soberba e a prevaricação. Contrariando os ensinamentos das Escrituras (I Tt 1.7), tais lideres comprometem a Palavra de Deus e os princípios do Reino de Deus. Despotismo, tirania e coronelismo jamais devem fazer parte da vida de um líder. Ao contrário disso, o líder deve ser acima de tudo um exemplo vivo de Cristo: I Co 11.1 - "Sede meus imitadores, como também eu o sou de Cristo".

Redação Espaço Gospel

COMPARTILHAR:

+1

0 Response to "Nepotismo e coronelismo religioso é criticado por teólogos evangélicos"

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial