::: Os melhores filmes evangélicos estão aqui. Fique conosco!!! :::





Muçulmanos são condenados por matarem jovem durante sessão de exorcismo


Na próxima segunda-feira (11) o tribunal de Bruxelas, na Bélgica, vai anunciar a condenação de seis pessoas envolvidas na morte de Latifa Hachmi, que morreu aos 23 anos em agosto de 2004, depois de participar de sessões de exorcismo para tentar engravidar.


A jovem teria desistido dos tratamentos médicos para recorrer ao ritual chamado de Roqya que mistura magia com islamismo, mas não resistiu ao “tratamento”, pois foi golpeada muitas vezes e depois foi obrigada a beber água suja e passar dias sem comer.

Os relatos feitos pela juíza Karin Gérad sobre o caso são impressionantes, Latifa foi golpeada com sandálias e bastões cobertos com versos do Corão. Durante todas as sessões ela esteve com fones de ouvido ouvindo trechos do livro sagrado dos muçulmanos e ainda foi submersa em uma banheira com água onde se afogou.

O esposo da vítima, Mourad Mazouj, um dos condenados, falou que pensou em pedir ajuda quando viu que havia abusos. “Eu quis pedir ajuda, mas os outros (dois exorcistas e três “curandeiras” responsáveis pela sessão) disseram que Latifa não sofria, era os Djinns (demônios) que estavam sofrendo”.

Outro condenado, o exorcista Xavier Meert, foi representado pelo advogado Antoine Chomé que afirmou que seu cliente queria apenas ajudar a jovem que tinha o sonho de ser mãe. “Ele quis ajudar, ainda que de uma maneira catastrófica. Não se deve classificar o quase afogamento como uma tortura, mas, sim, como uma falta de discernimento”, argumentou.

O julgamento aconteceu na última quinta-feira (7) e todos os seus condenados devem ficar entre 20 a 30 anos na prisão.

Com informações BBC
COMPARTILHAR:

+1

0 Response to "Muçulmanos são condenados por matarem jovem durante sessão de exorcismo"

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial