::: Os melhores filmes evangélicos estão aqui. Fique conosco!!! :::





Mãe de pai de santo preso por estelionato afirma que ele era evangélico e cantava no coral da igreja


No último dia 13 o jovem Edmar Santos de Araújo, de 23 anos, foi preso em Nilópolis, na Baixada Fluminense, acusado de aplicar golpes como pai de santo. Araújo era conhecido como “Pai Bruno de Pombagira” e teve a prisão preventiva decretada pela Justiça do Rio.

Atendendo como um religioso do candomblé, Edmar Santos passou os últimos 18 meses como “Pai Bruno”, e foi preso após ser denunciado por uma de suas vítimas. 


Em seus golpes, o rapaz alegava conseguir “trazer a pessoa amada em três horas” e para isso exigia pagamentos de altas somas das pessoas que buscavam seus serviços. De acordo com o site Extra, ele agora vai responder por formação de quadrilha e estelionato, e pode pegar até 10 anos de cadeia.

Porém a atuação de Edmar como pai de santo é tida como estranha por sua família, que afirma que até os 21 anos ele era um garoto evangélico que chegou a integrar o coral da Igreja Batista de Miguel Couto, em Nova Iguaçu.

A mãe do jovem afirma que a atual fase da vida de seu filho é obra do diabo. “Deus me deu como filho Edmar, que era um doce de menino, e não Pai Bruno”, afirmou Dona Jussiara, de 53 anos, que disse também que o “inimigo” se apossou de Edmar em 2010, quando ele, incentivado por amigos, passou a frequentar “centros de macumba”.

Envolvida no caso quando uma das vítimas apresentou um comprovante de depósito feito em sua conta, a mãe de Araújo afirmou: “Não tenho ligação nenhuma com o trabalho do meu filho. A família toda, aliás, não tem nada com isso. Nós o amamos e estamos aqui para recebê-lo, mas o Edmar pegou o número da minha conta quando emprestei a ele meu cartão de crédito”.

Após se tornar adepto da nova religião o jovem teria se afastado de seus parentes, que têm dificuldade para explicar como um jovem que sempre leu a Bíblia e cresceu frequentando a Igreja incorporou, segundo eles, um adorador do diabo.

Fonte: Gospel+
COMPARTILHAR:

+1

1 Response to "Mãe de pai de santo preso por estelionato afirma que ele era evangélico e cantava no coral da igreja"

  1. "Admirado", não! Oras, se Judas sendo um dos doze incorporou o "cão" para trair Jesus, muito mais em nossos dias que, por muito menos, andam se oferecendo para ser "veículo de comunicação" do Reino das Trevas.
    O que impede alguém de se tornar parceiro do Diabo é o Novo Nascimento, não ser parte de igreja "A" ou "B". O que falta hoje em muitas igrejas é a pregação do evangelho genuíno, sem interpolações.

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial