::: Os melhores filmes evangélicos estão aqui. Fique conosco!!! :::





Novo Código Penal: uso de drogas não será crime


A comissão de juristas que está tratando da reforma do Código Penal no Senado aprovou nesta segunda-feira (28) texto que descriminaliza o uso, compra, porte ou depósito de qualquer droga para consumo próprio.


A recomendação, aprovada pelos juristas, não teve como origem um grupo de drogados de esquina. A autora é a defensora pública Juliana Belloque, que afirmou que se baseou na tendência mundial de descriminalização do uso de drogas.

Ela explicou que há uma diferença entre usuário e traficante de drogas. Com essa explicação, a comissão aprovou a diminuição da pena máxima para o preso por tráfico.

Se a reza dos viciados do Brasil era “Dá-nos hoje a droga de cada dia”, a resposta do chifrudo vermelho veio através de sua assessoria jurídica.

Aliás, mais rezadores estão aproveitando a boa vontade infernal tal assessoria. Os supremacistas gays querem a “sodomia de cada dia”, os índios assassinos de bebês e crianças querem o “sacrifício de inocentes de cada dia”, os matadores de velhinhos e doentes estão rezando pela eutanásia, os médicos empresários estão rezando pelo “lucro de cada dia” que se fará com a culminação da legalização do aborto total mediante a brecha do aborto anencefálico e os homonazistas estão rezando “pelo cristão de cada dia a ser jogado na arena dos leões” com suas leis anti-“homofobia”. E a fila deverá trazer outros rezadores também.

Semana passada, a mesma comissão de juristas aprovou o aborto por anencefalia (que é a cabeça de praia para outros abortos) e a criminalização da “homofobia”. O infanticídio e outras aberrações éticas já estão no cardápio dos adeptos da “cultura da morte”.

São temas que, em passado recente, seriam normalmente aprovados por viciados alucinados e enlouquecidos. O Tribunal de Nurembergue teria condenado tais criaturas à forca. Mas mentes jurídicas modernas fizeram tal aprovação.

Se fizeram seus estudos universitários do jeito que já vi muitos jovens brasileiros fazendo — sob a inspiração de depravações e “fumanças legais” —, então os resultados dessa comissão estão explicados. É impossível esperar princípios éticos de quem estudou sob tais inspirações.

As fortalezas da ética — as igrejas e grupos de cristãos que adoram Jesus Cristo — que estão mobilizadas contra o aborto legal, o supremacismo gay, as drogas e o infanticídio de crianças como mera cultura indígena precisam estar alerta para a nova frente de batalha contra a vida e a família.

Mentes jurídicas, que estão se comportando como fumadores de esquina, estão dispostas a traficar para o Código Penal a própria cultura da morte sob pretextos progressistas e até de “direitos humanos” — palavra-mágica que permite a realização social dos desejos das profundezas mais escuras do chifrudo e sua assessoria jurídica.

Se não reagirmos agora, seremos governados por leis que exigirão da sociedade brasileira o respeito ao aborto, à sodomia, às drogas e ao infanticídio indígena, trazendo como consequência o desrespeito à ética e aos valores familiares e cristãos. No final, o Brasil estará se prostrando diante do chifrudo e sua sede de sacrifícios.

Como sugere o Salmo 125:3, quando as leis dos maus governam uma sociedade, até as pessoas boas começam a cometer maldades.

Se não houver oposição firme das fortalezas da ética, seremos governados por leis que nos levarão ao mal e à destruição.

A boa notícia é que o Congresso Nacional ainda não aprovou o novo Código Penal. Quem o aprovou foram apenas os juristas com cabeça de fumadores de esquina.

A notícia não tão boa é que o povo ainda não se mobilizou contra as novas leis que estão pretendo nos enfiar goela abaixo.

É hora de nos mobilizarmos contra essas drogas de leis, antes que seja tarde demais.

O que fazer?

Telefone ou escreva agora mesmo ao senador e deputado federal do seu estado. Para encontrar informações sobre o senador do seu estado, vá a este site: www.senado.gov.br

Para encontrar informações sobre o deputado federal do seu estado, vá a este site: www.camara.gov.br

Além disso, telefone e pressione imediatamente a Frente Parlamentar Evangélica para agir: (61) 3215-5315.

Fonte: www.juliosevero.com
COMPARTILHAR:

+1

0 Response to "Novo Código Penal: uso de drogas não será crime"

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial