Guerra contra as Igrejas Evangélicas


Jean Wyllys, para rebater a tentativa de parlamentares evangélicos de tentar derrubar a lei do Imposto de renda para inclusão de parceiros homossexuais como dependentes para fins de dedução fiscal, promete também lutar para que o governo passe a exigir das igrejas, que têm imunidade fiscal, que prestem contas à sociedade. “Posso recorrer também à legalidade para exigir do ministro da Fazenda que ele explique por que as igrejas não prestam contas à sociedade. Se os partidos políticos prestam, por que igrejas não?”.
Wyllys não leva em conta que igrejas são entidades religiosas sem fins lucrativos e não representam o povo como os partidos políticos devem fazer. Justamente por isso os partidos políticos tem a obrigação de prestar conta a sociedade. A igreja por sua vez deve prestar conta aos membros que a ela são filiadas.

Mas a guerra de Wyllys não fica só nisso. Ele quer ainda punição para pastores que usam radio e TV para pregar contra homossexualismo.  “...eu não acho que os pastores que estão ali explorando uma concessão pública de rádio e TV tenham que aproveitar esses espaços para demonizar e desumanizar uma comunidade inteira”, argumentou Wyllys.

Em entrevista à Folha e ao UOL, Wyllys afirma que quando os pastores dizem ser a homossexualidade uma doença, alem de difamar os homossexuais tais pastores lhes causa um grande sofrimento psíquico: “Homossexualidade não é uma doença. E afirmação de que homossexualidade é uma doença gera sofrimento psíquico para a pessoa homossexual e para a família dessa pessoa.” Wyllys condena veementemente os programas oferecidos por igrejas para “curar gays”.  

O pastor Silas Malafaia discorda em que há igrejas que prometem a cura para homossexuais e completa: “Os pastores pregam a libertação de qualquer tipo de pecado. São os próprios homossexuais que pedem ajuda para serem libertos”.

Para Malafaia “o grupo social mais intolerante da pós-modernidade são os homossexuais, que querem calar e criminalizar a opinião. É só ler o famigerado PLC 122 que ele defende, para confirmar todas as minhas palavras”.

Com informações da Folha e UOL
 Redação
Espaço gospel

COMPARTILHAR:

+1

2 Responses to "Guerra contra as Igrejas Evangélicas"

  1. Este elemento quer atrair holofotes, no intuito de perenizar-se na política e para isso, fala aquilo que o seu grupo pensa ou que algum "entendido" da área comenta.
    Como cristãos devemos nos compadecer de pessoas iguais a ele, que por estarem em trevas, não conseguem ver a gloriosa luz do evangelho que liberta, transforma e cura.

    ResponderExcluir
  2. Sinceramente é incrivel e Horripilante ver , que num país livre. onde o evangelho não é restrito, e todos podem conhecer, ainda existem pessoas, que querem absorver poder atravéz de seus pecados...

    Porque o dia do Senhor está prestes a vir sobre todas as nações; c...omo tu fizestes
    assim,se fara contigo, o teu mal feito tornará sobre a tua cabeça!..... (Ob:1-15)

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Postagem mais recente Postagem mais antiga Início

Amigos Google+