::: Os melhores filmes evangélicos estão aqui. Fique conosco!!! :::





Festival Promessas: propósito de Deus ou artimanha do inimigo?

As opiniões são diversas, e a polêmica tem crescido. O pastor Ciro Sanches Zibordi, referindo-se ao Festival Promessas, em seu blog chega a afirmar: “O falso evangelho em apreço desvia as pessoas da verdade. Ele as distancia da Palavra de Deus e as aproxima do mundanismo. Ele integra, admito, e induz os jovens a dançarem, a balançarem o corpo, a se divertirem, a se alegrarem, a se exibirem, a serem “o povo mais feliz da terra”... Mas estes — ainda que não admitam — continuam vazios, pois o que dá prazer realmente é andar segundo a lei do Senhor (Sl 1.1,2).


Falso evangelho ou não, existe muitas pessoas que pensam diferente. O Pastor Malafaia em seu twitter afirmou que "a Rede Record fala mal dos cantores e da igreja, a Globo abre espaço para o louvor e adoração a Deus". Malafaia continua seus elogios a globo quando ainda afirma que "a Record não acreditou nos evangélicos, a Globo acreditou e arrebentou na audiência!!!"

Acusado a algum tempo de pertencer a maçonaria, Malafaia também é visto agora como um "tubarão de olho no mercado gospel". Sua defesa se resumiu em poucas palavras: "Por algum acaso as editoras, e gravadoras evangélicas não tem interesse comercial?!!”

Alem de causar divisões de opinião o Festival Promessas está dividindo ainda mais povo de Deus que, de certa forma é pouco unido. Para muitos internautas "a igreja é o único exercito que mata os próprios soldados…".

Anna Paula Valadão já não vê o evento de forma negativa. Em seu blog ela expressa seu espanto ao ver o esforço de toda a Rede Globo em fazer com que o evento alcançasse um bom resultado:

"O que inicialmente seria um evento pequeno, tomou proporções enormes, e a Globo investiu na estrutura, na divulgação, e o mais assustador, abrindo uma hora e meia na programação de Domingo à tarde, 18 de Dezembro. Nas palavras de um dos diretores, isso não acontece há mais de dez anos na empresa! Durante todo o processo de estruturação do evento, de convite aos artistas, vi a preocupação ética de unir todas as gravadoras, representantes de todos os estilos, e de respeitar nossa fé. Em nada temos sido tolhidos. Pelo contrário, todas as pessoas não evangélicas, com as quais temos trabalhado, têm sido extremamente respeitosas e podemos nos expressar exatamente como cremos e somos."

O pastor Ciro Sanches questiona esse esforço assim como muitos evangélicos em todo o Brasil. Muitos ainda crêem que a Globo usou os evangélicos para promover um verdadeiro movimento ecumênico e liberal, sedando seus telespectadores com o evento gospel, introduzindo posteriormente seu veneno, um vídeo de propaganda homossexual estimulando denúncias através do Disque Direitos Humanos, que deve passar na programação da emissora durante 15 dias.

Em referindo-se ao ecumenismo, entre outras coisas, assim questiona o pastor Ciro Sanches Zibordi:

Não quero que me vejam como estraga-prazeres! Oponho-me, na verdade, ao que a Bíblia condena: o secularismo (Rm 12.1,2), o estrelismo (Sl 138.6), o exibicionismo (At 12.21-23), o mercantilismo da Palavra (2 Co 2.17), o ecumenismo (Jo 14.23), o hedonismo (2 Tm 4.10) e tantas outras influências filosóficas constantes do evangelicalismo moderno (2 Co 11.3,4; 1 Tm 6.3,4).

Afinal, o que estaria por trás de tudo isso?

Redação
Espaço gospel
COMPARTILHAR:

+1

2 Responses to "Festival Promessas: propósito de Deus ou artimanha do inimigo?"

  1. Concordo plenamente com o Pastor Ciro, a igreja esta vivendo hoje um evangelho estrelista, em que nada acrecenta no reino de Deus, esse evangelho moderno, atrai milhares de pessoas, porem nao cura e nem preenche o vazio da alma,tambem não quero ser estraga prazer mais veremos daqui a algum tempo o verdadeiro motivo de tanta euforia.

    ResponderExcluir
  2. Marcos 13 do versículo 1 ate o 10

    1 E, saindo ele do templo, disse-lhe um dos seus discípulos: Mestre, olha que pedras, e que edifícios!

    2 E, respondendo Jesus, disse-lhe: Vês estes grandes edifícios? Não ficará pedra sobre pedra que não seja derrubada.

    3 E, assentando-se ele no Monte das Oliveiras, defronte do templo, Pedro, e Tiago, e João e André lhe perguntaram em particular:

    4 Dize-nos, quando serão essas coisas, e que sinal haverá quando todas elas estiverem para se cumprir.

    5 E Jesus, respondendo-lhes, começou a dizer: Olhai que ninguém vos engane;

    6 Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.

    7 E, quando ouvirdes de guerras e de rumores de guerras, não vos perturbeis; porque assim deve acontecer; mas ainda não será o fim.

    8 Porque se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá terremotos em diversos lugares, e haverá fomes e tribulações. Estas coisas são os princípios das dores.

    9 Mas olhai por vós mesmos, porque vos entregarão aos concílios e às sinagogas; e sereis açoitados, e sereis apresentados perante presidentes e reis, por amor de mim, para lhes servir de testemunho.

    10 Mas importa que o evangelho seja primeiramente pregado entre todas as nações.

    O o problema da Globo é querer audiência e dinheiro, Gospel ta na moda agora, pregar a palavra de Deus através de canções lindas e inspiradas as quais cantamos em nossas Igrejas seria dar um tiro no próprio pé, não gosto da globo, mas o interesse da mesma é audiência e dinheiro, alem de tentar derrubar o troféu talento da Record.

    Importa que o Evangelho seja pregado, e se apenas uma alma se converter já valeu a pena, por que vale mais uma Salva que o mundo inteiro no pecado.

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial